O faz de conta, a criatividade e os estímulos são fundamentais para o desenvolvimento do seu filho. Mas sabe outra parte superimportante, que muita gente acaba deixando de lado por causa da correria do dia a dia? A ALIMENTAÇÃO!

 

          De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil está acima do peso e a prevalência da doença (nos adultos) passou de 11,8%, em 2006, para 18,9%, em 2016. E os números não melhoram quando falamos nas crianças e adolescentes de 5 a 19 anos: enquanto na década de 1970 apenas 1% das garotas e 0,9% dos garotos estavam obesos, em 2016 eles representavam 9,4% e 12,7% dessa faixa etária, respectivamente.

 

          Em entrevista para o jornal Correio Braziliense, o psicólogo Vladimir Melo destacou a importância que a família tem para combater a obesidade. De acordo com o especialista, que desenvolve pesquisas relacionadas ao tema na Universidade de Brasília, a obesidade aborda componentes metabólicos, genéticos e ambientais, e o único que podemos mudar é o último.

 

“Quem compra a comida, quem desenvolve os hábitos, e não só na questão da alimentação, é a família. Por isso, nos interessamos em olhar não só o presente, mas a relação histórica dessa família com a alimentação, mesmo antes de essa criança nascer”, conta.

Trecho de reportagem para o Correio Braziliense

 

          Por conta da rotina agitada, cada vez menos a família se reúne para as refeições, por exemplo. Além disso, por ser mais prático, muitos pais optam por produtos industrializados. Assim, pouco adianta a escola oferecer uma dieta saudável se os pais não incentivam essa educação alimentar dentro de casa. E você lembra que já falamos aqui sobre a importância do trabalho conjunto em família e escola?

 


Proporcione um momento em família durante a alimentação dos pequenos, mesmo que apenas durante o jantar.

 

          Para ajudar, trouxemos dicas de refeições (e lanches) saudáveis que, sem dúvida, o seu filho vai amar!

 

 

DICA: SE POSSÍVEL, PEÇA AJUDA DO SEU FILHO PARA PREPARAR O PRATO. ELE VAI ADORAR PARTICIPAR DO PROCESSO.

 

 

          Para o lanche (doce): Biscoitinhos

          Estes biscoitos são superfáceis de fazer com os pequenos. Inclusive, alguns dos alunos do Fazer de Conta já fizeram a receita e ficou uma delícia.

 

​          Ingredientes:

  • 1 xícara de farinha de trigo integral
  • 1 xícara e 1/2 de aveia em flocos
  • 1/2 xícara de cacau
  • 1 colher de margarina
  • 1/2 xícara de açúcar mascavo
  • 1 colher (chá) de fermento
  • 2 ovos

 

          Modo de preparo:

​          Junte todos os ingredientes em uma tigela e misture até obter uma massa homogênea. Faça bolinhas pequenas e amasse com um garfo, colocando em uma forma untada. Leve ao forno de 10 a 15 minutos (dependendo da potência do forno). 

 

 

 

​          Para o lanche (salgado): Snacks de Grão de Bico

          Esta receita é perfeita para os pais que querem evitar que os filhos comam salgadinhos industrializados.

 

          Ingredientes:

  • 3 xíc. de grão de bico cozido
  • 3 colheres (sopa) de óleo vegetal
  • 1 colher (sopa) de cominho em pó
  • 1 colher (sopa) de páprica doce
  • Sal a gosto

 

          Modo de preparo:

          Preaqueça o forno a 200°C. Escorra a água do grão de bico numa peneira; quanto mais seco, melhor, e transfira para uma assadeira. Regue os grãos com o óleo e tempere com o cominho, a páprica doce e o sal a gosto. Leve ao forno por cerca de 40 minutos (chacoalhe os grãos no meio do tempo). Guarde em potes ou coma na hora!

 

          Para o almoço (ou jantar): Arroz colorido

 

          Para acompanhar, a nossa dica é inserir alguma proteína animal (como bife) e salada (abaixo a gente te ensina uma forma criativa de oferecer salada para os seus pequenos). Você também pode apresentar a receita com um nome divertido, como “Arroz Arco-íris” ou “Arroz de Unicórnio”. É só soltar a imaginação!

 

          Arroz com Beterraba: Cozinhe a beterraba e use a água para fazer o arroz. Outra forma é fazer um suco ralo de beterraba e usar para cozinhar o arroz.

          Arroz com Cenoura: Para cada xícara de água use uma cenoura, bata no liquidificador e faça um suco ralo, e use para cozinhar o arroz.

          Arroz com Brócolis: Para cada xícara use 3 buquês grandes de brócolis, bata no liquidificador e faça um suco ralo, e use para cozinhar o arroz.

 

 

          Para acompanhar: Salada Joaninha

          Uma ótima maneira para incentivar a criançada a comer salada é entregando pratos coloridos e criativos. No exemplo acima, a folha de alface vira uma folha comum, a rodela de tomate cortada ao meio se transforma em asas, o tomate-cereja dá vida à cabeça da joaninha e as azeitonas pretas são as pintinhas das asas. Um amorzinho, não?